Home | Empresa | Serviços | Fotos | Produtos | Diferenciais | Categorias | Parceiros | Contato |
 
 
 

0 florescimento da Calandrina no deserto

Entre as cidades de Copiapó e Vallenar, região do deserto do Atacama, ocorre entre setembro e novembro, um fenômeno natural com o florescimento da Calandrina, Pata-de-Guanaco.
O Deserto do Atacama no Chile é considerado o mais seco do mundo. São milhares de quilômetros quadrados de areia, pedras, salares e pouca vida selvagem. Porém foi este lugar agressivo e inóspito, que a natureza escolheu para realizar um dos seus mais lindos milagres, o Deserto Florido.
A cada 5 anos em média, quando o inverno é especialmente chuvoso, a região árida entre as cidades de Copiapó e Vallenar fica repleta de flores multicoloridas. São quilômetros e quilômetros cobertos por várias espécies, cada região com uma cor específica. São tantas, que é impossível caminhar sem pisar nas plantas. O mais interessante porém é que debaixo das flores, não existe grama ou qualquer planta rasteira, somente a terra nua. É uma visão fantástica.
Este fenômeno só ocorre porque as sementes ficam protegidas das altas temperaturas debaixo de uma camada de terra seca. Às vezes, passam-se 10 anos até que surjam as condições ideais para que elas brotem. Quando nascem, porém, duram apenas algumas semanas. Durantes estes dias o deserto é invadido por uma legião de turistas que vem de todas as partes testemunhar o deserto florido.
O deserto do Atacama situa-se no norte do Chile, entre os rios Loa e Copiapó. Este deserto está delimitado a oeste pelo Oceano Pacífico e a leste pela Cordilheira dos Andes.
As temperaturas no deserto variam muito durante o dia. Na parte da manhã e tarde elas oscilam entre 25º e 32º C. Durante o período noturno, a temperatura cai bruscamente, atingindo até 25 graus negativos. Isto ocorre, como na maioria dos desertos, porque não há vegetação e construções que poderiam conservar o calor do dia para o período noturno. No deserto do Atacama não ocorre muita variação climática entre os períodos do verão e inverno.

 

 
 
Brasil Paisagismo, Todos os direitos reservados 2010.