●Nome popular: Gengibre.
●Parte usada: Rizoma (raiz).
●Propriedades terapêuticas: Estimulante gastrintestinal, aperiente, carminativo, tônico e expectorante.
●Indicações terapêuticas: Combate gases intestinais, vômito, rouquidão, traumatismo, reumatismo, rinite, faringite, laringite, entre outros.
●Dosagem indicada: Como estomáquico :Meia a uma colher de chá mais uma colher de chá de mel ou uma colher de chá de pó em uma xícara de leite, duas a três vezes ao dia. Resfriados: Associar hortelã ou cravo da índia. Laringite: costuma-se misturar gengibre ralado, mel e limão ao chá de camomila.


• Nome popular: Ginseng-Brasileiro.
•Propriedades terapêuticas: Estimulante físico e psíquico, afrodisíaco, estimulante sexual e antiestressante.
• Indicações terapêuticas: Câncer, dor de cabeça, cefaléia, anemia, fadiga e estresse.
• Uso medicinal: É uma planta pouco estudada no exterior, onde é tido como usável em caso de esterilidade masculina, à semelhança do Ginseng, este sim bastante conhecido.
Cicatrizante, antitóxica e analgésica e potencializadora da ação da insulina, fortalecem o coração, melhorando a circulação.
Ativa a formação de glóbulos sangüíneos, brancos e vermelhos, portanto é útil para aumentar a defesa orgânica e ajudar na cura de anemia por falta de ferro, se isto for causado por pouca celularidade.
Pesquisas mostram que ela restaura também o formato das células sangüíneas e pode ajudar muito na anemia falciforme. Indicada também como miorrelaxante. Vendida como afrodisíaco pelos hervanários, já que é grande estimulante geral, inclusive sexual, além de antiestressante.
• Constituintes: Vitaminas A, B2, B3, B12, C, D, E, F, ácido pfáfico, fosfosídeos, entre outros.
Pesquisas recentíssimas verificam que o ácido pfáfico atua inibindo crescimento de tumores, o que pode levá-la a ser usada em cânceres.
Aconselha-se usá-la em pó da raiz na quantidade de 5 a 10 g ou por decocção da raiz (10g também) ao dia. Há cápsulas no mercado.


●Nome popular: Guaraná.
●Parte usada :Semente (em pó).
●Propriedades terapêuticas: Tônico estomacal, energético, afrodisíaca e aperiente.
●Indicações terapêuticas: Dispepsia, flatulência, diarréia, gases e prisão de ventre.
●Uso medicinal:O Guaraná é empregado como potente fator energético. Confere ao organismo ação vitalizante de bem estar. O seu uso diário é um preceito de complemento e higiene alimentar, estimula as funções cerebrais, aumentando a capacidade intelectual.
●Dosagem indicada:Usa-se de preferência antes do desjejum ou antes de iniciar qualquer esforço físico ou mental. Uma colher de chá em meio copo de água. Deve-se misturar bem o guaraná com açúcar antes de adicionar a água. Uma a duas cápsulas duas vezes ao dia.


●Nome popular: Guaco.
●Parte usada: Folha ou planta florida.
●Propriedades terapêuticas: Broncodilatador, anti-séptico, expectorante, antiasmático, febrífugo, sudorífico, anti-reumático e cicatrizante.
●Indicações terapêuticas: Prevenção e tratamento da asma, contra picada de cobra e inseto.
●Indicações: Tem efeito bronco dilatador comprovado. É um anti-séptico da via respiratória, expectorante, antiasmática, febrífuga, sudorífico, e cicatrizante.
●Preparo e dosagem: Xarope - fazer a decocção com 15-20 folhas de guaco em 100 ml de água, adicionar folhas de poejo ou assa-peixe e gengibre ralado (um colher de chá), cobrir e deixar esfriar, juntar 150 a 200 g de açúcar ou rapadura e dissolver. Tomar um a duas colheres de sopa dois a três vezes ao dia, para crianças fornecer a metade da dose (crises de tosse).
●efeito colateral: pode causar vômitos e diarréia quando usado em excesso. 


• Nome popular: Guiné.
• Parte usada: Folhas e raíz.
• Propriedade terapêutica: Antiinflamatória e analgésica.
• Indicações terapêuticas Reumatismo, hipotermia, lavagem vaginal e banho de cheiro aromático.
• Origem: África e América Tropical.
• Uso caseiro: Utilizada no combate a fungos, bactérias e vírus. Também é considerada antiinflamatória e analgésica.
• Efeito colateral: Esta planta é considerada tóxica. O pó obtido da raiz pode provocar insônia, grande excitação e alucinações. O uso continuado determina acentuada apatia, indiferença e até imbecilidade, convulsões, podendo provocar até a morte.


Nome popular: Goiaba.
Parte usada: Broto das folhas, casca do caule e fruto maduro.
Propriedades medicinais: Diarréias, disenterias, excesso de ácido úrico, feridas, ferimentos diversos, gripes, resfriados, retenção de líquidos.
Origem: Brasil.
Nativa do Brasil, a goiaba é uma das frutas mais populares no país, tanto pelo consumo in natura quanto pelas delícias feitas a partir de sua polpa, a exemplo de geléias, sucos e doces.
DICAS CULINÁRIAS: para que a compota de goiaba branca não escureça, descasque as frutas sob água corrente ou dentro de uma bacia com água. para se fazer doces com goiaba, costuma-se retirar a casca (o mais fino possível), cortar a fruta ao meio e retirar as sementes com uma colher. Depois, prepara-se segundo a receita.
Entre as muitas frutas brasileiras, a goiaba é uma das mais comuns. É uma fruta de grande valor nutritivo. Possui quantidade razoável de sais minerais, como cálcio e fósforo.
Utilidades Medicinais: Diarréia - Tomar o chá das folhas tenras da goiabeira ou macerar bem a goiaba verde, cozer, coar em pano fino e aplicar clisteres com este líquido.
Distúrbios da digestão - Recomenda-se fazer refeições exclusivas de goiaba fresca.