.• Nome popular: Noz-Moscada.
• Parte usada: Semente.
• Propriedades terapêuticas: Analgésica, antiemética, afrodisíaca, carminativa, entre outros.
• Indicações terapêuticas: Revigora a mente, desmaios, tônica para os cabelos, regula menstruações, dores musculares, reumatismos, entre outros.
• Descrição: A noz-moscada é uma Miristicácea útil na ginecologia para cólicas e para descer menstruações. A semente, que é a parte usada como medicamento, produz um óleo usado nas massagens e na aromatoterapia e a casca outro, o macis, não encontrado facilmente, mas muito útil. Na Idade Média usavam-na para hemorróidas.
É tônico para o sistema reprodutor, pois é estrogenomimético. Regula menstruações escassas e alivia cólicas menstruais. É muito útil como bálsamo para dores musculares e reumatismo.
Essência de noz moscada pode ser administrada em 2-3 gotas duas a três vezes ao dia. Há cápsula de 50mg para ser tomada em 3 ao dia.
• Toxicidade: Em caso de intoxicações há quadros convulsivos e sensação de irrealidade.


• Nome popular: Nó-de-Cachorro.
• Propriedades terapêuticas: Afrodisíaco, depurativa, tônica.
• Indicações terapêuticas: Acido úrico, fortalecimento dos ossos, debilidades nervosas, doenças venéreas, catarata e conjuntivite, males uterinos, entre outros.
• Uso medicinal: É considerada uma planta com propriedade rejuvenescedora. O vinho com as raízes de nó-de-cachorro é utilizado também pelas mulheres no período da menopausa.
As raízes são fixadas em aguardente e vinho. O chá é indicado para diabetes, diarréia, gripe, infecções: intestinal e renal. Recomenda-se a dose de um cálice pequeno pela manhã tanto da cachaça como do vinho. O banho com folhas em decocção é para o fortalecimento muscular de crianças e idosos, aplicado nos membros inferiores, envolvendo-os com faixa durante a noite.


• Nome popular: Nogueira.
• Parte usada: Folha, casca e gemas.
• Propriedades terapêuticas: Adstringente, hipoglicemiante, antianêmica, anti-raquítica, antidiarrêica, eupéptica, antibiótica, anti-sifilítica, antiflogística, entre outros.
• Indicações terapêuticas: Tuberculose em geral, psoríase, herpes, eczema, diabete, corrimento vaginal, feridas, entre outros.
• Uso medicinal: É útil no mal de Pott (tuberculose óssea).
• Mulheres com corrimentos via vaginal podem ser beneficiadas com banhos de infusão de 100g de folhas/litro de água em irrigações (ou chás de flores). Também podem ser usadas em feridas e ulcerações. Usada também como afrodisíaco.
• Internamente usa-se em infuso de duas colheres de sopa para um litro de água, em 3 xícaras ao dia. Externamente pode ser usada em compressas ou gargarejos em doses três vezes maiores que o uso oral.  A homeopatia a usa muito.