• Nome popular: Quilaia.
• Parte usada: Flores e a casca do caule.
• Propriedades terapêuticas: Adstringente, antimicrobiano, emulsificante, expectorante, tensoativo, entre outros.
• Indicações terapêuticas: Infecções vaginais, afecções cutâneas, feridas, asma, males que afetam o estômago, entre outros.
• Origem: Chile.
• Uso medicinal:Uso externo. As flores em infusão, para banhos, nas infecções vaginais e dores reumáticas crônicas. A casca do caule macerada, para banhos, nas afecções cutâneas, feridas e psoriase. Uso interno. A casca do caule, em decocção, para debelar males do sistema respiratório, como asma e bronquites catarrais, e como estimulante da mucosa gástrica nos males que afetam o estômago. A casca do caule da quilaia é aproveitada pela indústria de cosméticos capilares, devido à ação anti-seborréica que seus princípios ativos oferecem.


• Nome popular: Quebra-Pedra.
• Parte usada: Toda a planta.
• Propriedades terapêuticas: Diurética, aperiente, analgésica, relaxante muscular, anti-infecciosa.
• Uso Medicinal: Infusão: uma xícara de cafezinho da planta fresca picada em 1/2 litro de água, tomar uma xíc. de chá seis vezes ao dia (uso geral).
Decocção: duas plantas inteiras em 1/2 litro de água, tomar várias vezes ao dia, suspender por duas semanas o uso do decocto após 10 dias de uso contínuo (relaxamento dos ureteres).